28 de junho de 2009

Canção do Amor-Perfeito.


O tempo seca a saudade,
seca as lembranças e as lágrimas.
Deixa algum retrato, apenas,
vagando seco e vazio
como estas conchas na praia.
O tempo seca o desejo
e suas velhas batalhas.
Seca o frágil arabesco,
na densa turfa mortuária.
Esperarei pelo tempo
com suas conquistas áridas.
esperarei que te seque,
não na terra, Amor-Perfeito,
num tempo depois das almas.
(Cecilia Meireles).

2 comentários:

Energia Universal disse...

Lindo tudo o que vi aqui, sua linda família, suas lindas poesias, suas lindas flores,sua alma linda..bom te conhecer amiga distante que nunca te vi ...saudade do que não vivemos ainda..um amigo é como um presente sempre, mesmo distante sempre presente!!

milu disse...

Que lindo tudo q li aqui....amizade com certeza é uma dádiva divina....Bom tê-los mesmo os virtuais.Obrigada amiga...BJS.

Marcadores