11 de janeiro de 2010

Maezinha....


Fostes grande. Contigo aprendi que na vida nada vem de graca. Tinha orgulho da tua forca, da tua garra, de nao desistir nunca. Eras uma mulher na frente do teu tempo, nos criaste trabalhando fora. Enquanto a mae de todos nossos amiguiguinhos ficavam em casa, eu te via todos os dias pedalando a bicicleta indo pro trabalho.
Querias casa propria, nos dar estudo, tudo foi concretizado.
Adoravas a vida, tua frase preferida era" se morrer descansa eu quero viver cansada".
Sempre com boa saude e muita energia. Distancia nao era problema, caminhavas muito.
A vida te deu varias rasteiras, teu companheiro teu amor, foi embora muito cedo. Lembro da tua dor e do luto. Te vestistes de preto. Mas a dor maior viria 3 anos depois quando teu filho tambem deixou este mundo. Te vi quase no chao mas de novo levantastes os ombros e correstes pra vida. O tempo passou a gente cresceu fomos fazer cada um a nossa vida. Sempre estavas por perto nos vigiando, cuidando e nos dando suporte. E mais uma vez a vida tentou te derrubar, levou teu neto amado(meu filho). Tomada pela minha dor, precisei do teu colo. Com a alma ferida me deste suporte.
Tinhas uma alegria de viver invejavel. Viver e ter os filhos perto, era tua alegria.
Os almocos que fazias pra gente eram maravilhosos, ficavas feliz e orgulhosa de nos ver em volta da tua mesa. Nunca mais o sabor da tua carne "assada de panela", o repolho ensopado, suco de laranja e a sobremesa...
A doenca te pegou desprevenida. E fostes grande nela tambem, foram 7 meses de luta. Nao te vi reclamar...te entregastes aos nossos cuidados como uma crianca. Pude ser tua mae. Lutavas como uma guerreira e fazias planos de voltar pra casa.
Mas o cancer te venceu...e no dia 27 de outubro de 2007 fostes embora. Deixastes um vazio na minha vida. Nao imaginava que iria sentir tanta saudade.
Agradeco a Deus a oportunidade que ele me deu de poder ter te trazido pra minha casa e ter te cuidado ate o ultimo momento. Foi uma bencao que ele me concedeu.
Dona Arlinda "se eu pudesse queria outra vez, comecar tudo tudo de novo"

3 comentários:

Carla Martins disse...

Ai, que linda!!!! Uma simpatia!

Ricardo Calmon disse...

Lindo milu,mui lindo,ode póstuma à mãezinha sua lindô!
Obrigado por solidariedade tua à Maria Soledade e Júlio!

Viva La Vida!

Dani Vieira disse...

Estou eu a navegar pelo seu cantinho, que hoje descobri.
E lendo alguns post's chorei. É tudo muito lindo por aqui, quanta coisa boa encontrei, Meu Deus...
Adorei conhecer um 'pouco' de você, pois como você mesma disse, só o teu diário lhe conhece crua e nua!
Parabéns, não pelo seu blog lindo, mas pela pessoa maravilhosa que eu percebi que és!
Beijocas
danifvieira.blogspot.com

Marcadores