29 de abril de 2011

MATURIDADE....



Sim a juventude é de ouro...Uma fase feliz, vigorosa e criativa, onde tudo é novo e fresco...Mas é também momento repleto de lutas, de preocupações, incertezas, turbulencias, competições, medos, ansiedades, rivalidades.

Uma corrida, sempre tentando vencer para conseguir o troféu cobiçado.

E, sem saber quando, em algum ponto da vida chega-se a este lapso de tempo onde tudo fica mais lento. Começa-se a diminuir a marcha, pousando suavemente, sem pressa, dentro de nós mesmos.

O rio caudaloso se transforma em fluxo de paz e move-se lentamente.

É a etapa da MATURIDADE.

Algo extrordinário , onde não estamos mais preocupados com tendencias ou mudanças. Ao chegar a maturidade cessam as dúvidas e as incertezas constantes.

Definitivamente o que tentamos ser, já o somos...e o que não havia de ser, não o somos e nem seremos.

Então pra que preocuparnos...Não existem mais correrias, nervosismos, competições, pressas, lutas...Nosso lugar está no palco não no ringue...Isso é muito bom.

Se esta é a MATURIDADE... que seja bem vinda.

Hoje é o futuro que sonhamos ontem...e tudo correu bem...afinal estamos aqui.

Já não fizemos planos a longo prazo( nem devemos). Começamos JÁ a ver o resultado de tudo o que trabalhamos. O futuro já está aqui.

Não esperemos mais...se ainda temos saúde razoável, se conseguimos andar normalmente...comer "quase tudo"...vamos viver...Não espere...

Abram seus ármarios com porcelanas, pratarias e cristais e use-os...use-os até que se quebrem... se um ladrão não levar, os netos quebrarão. Não fique esperando pra viajar e se divertir...

Eu pessoalmente, pelo que sinto, descobri que a chegada da MATURIDADE tem me fascinado e me enche de alegria.

Descubro dia a dia novas surpresas e satisfações.

VIDA: NADA ME DEVES.

VIDA: NADA LHE DEVO.

VIDA: ESTAMOS EM PAZ...


( Adaptação do texto de Francisco Arámburo Sales.)



Um comentário:

Mariacininha disse...

Milu que bom que você esta de volta. E voltou em grande estilo, com este encantador texto. è isto que é maturidade, sentimos a nossa atividade essencial que é o respirar, quando se é jovem respirar não tem importância, imagine outras coisas, já gente pode falar disso por já passamos por ela. Fico feliz que você esteja por aqui.

Beijos

Marcadores