25 de junho de 2011

A CARTA.



Sou de um tempo em que receber cartas proporcionava uma alegria infinita .  Sempre escrevi  e recebi muitas cartas...... Minha necessidade da comunicação já vem de longe.
A tecnologia nos colocou muito perto das pessoas, e a comunicação se  faz muito rápida.....Escrevemos duas linhas, apertamos um botão e a mensagem chega imadiatamente.
Mas tenho saudade da espera...... da ansiedade...... do carteiro chegando e entregando o envelope...... E com o envelope na mão  ainda se esperava mais um pouco pra abrir......
  Abria-se devagarinho , as vezes a carta vinha  com dobras artisticas,  o perfume,  a emoção da materialidade.  Era um pouquinho da pessoa que estava naquele pedaço de papel.
O mundo virtual nos tirou a matearilidade.... nos roubou o romantismo..... nos afastou da espera.
Receber uma carta tem  magia.  As vezes o conteúdo   machucava , mas a gente tinha nas mãos a dor deste conteúdo.  Do mesmo modo a alegria de ler, a ternura e  o carinho.
 Acho que é  por isso que ainda tenho cartas  guardadas.

2 comentários:

Leci Irene disse...

POis que ainda, pelas cartas, sou apaixonada! "Qdo o carteiro chegou e o meu nome gritou, com uma carta na mão.."

Mariacininha disse...

São poéticas da vida que os tempos modernos nos tirou, embora proporcione muitas facilidades.

Marcadores