14 de setembro de 2011

ENSABOA MULATA ENSABOA...

E assim foram estes dias....ensaboando...
Ensaboando na tentativa de deixar a vida de amigos um pouquinho mais limpa e mais leve.
Nesta lavação de roupas  que foram molhadas pelas águas barrentas, pude reviver e  retibuir um pouquinho de tudo que foi feito por mim em 1984. Uma enchente nas proporções desta, onde tudo que eu tinha foi embora.
 Mas muita ajuda  recebi....Naquela época minhas roupas voltavam limpas dobradas e cheirosas... Cheiro de solidariedade e carinho... Pessoas que nem me conheciam, mas nem por isso se furtaram em  ajudar.
Só 27 anos depois consegui retribuir um pouquinho. Aprendi que não importa quanto tempo passe, mas um dia a gente pode retribuir. Quantas lições aprendemos na dor....tudo que temos não nos pertence, e tudo pode ir embora em pouco tempo...Nas montanhas de lixo, lama e entulhos, sonhos de uma vida. Precisamos praticar muito mais o SER do que o TER... Quanto maior o apego maior a dor. Desapegar-se é preciso...e destralhar-se também.

2 comentários:

Simone Arrais disse...

O caminho para a troca do TER para o SER é tão doloroso... Seria tão mais fácil se a nossa sociedade não privilegiasse o consumo e a aparência ao invés do que realmente importa, não? Lindo post! Bjs, bjs!

Mariacininha disse...

Oi Milu, quantas pessoas passam pela vida recebendo e não dando nada em troca. Outras podem passar o tempo que passar que nunca se esquecem do que recebeu, e quando chega a hora de pagar, o fazem com amor, humildade e agradecimento.
Fazia tempo que não passava por aqui, que linda foto de sua filha.Uma moça muito bonita.

Marcadores